27 de set de 2011





Lembro-me do fim de tarde que nos conhecemos e daquela tarde que olhei pra você e disfarcei. Mas você sabia, como sempre, você já tinha lido todos os meus pensamentos e só sorriu.
E num só dia engenhei todo um plano de te roubar pra mim e te convencer que eu não sou só um amigo. Foi você mesmo que falou da grande sorte que iria ter a garota que um dia eu pudesse gostar, que ela iria se orgulhar em apontar na minha direção e falar que: aquele é meu namorado.

Parabéns!

Mas me desculpe pela embalagem, é que estava guardado por muito tempo. E todos os dias eu tirava o que estava dentro e o melhorava, um pouco, e voltava a guardar. Pegue, é seu! Creio que esteja ao seu agrado, caso tenha algo fora do lugar eu aperfeiçoarei ao seu olhar. Eu sei que ele parece bobo e simples e igual a outros milhares, mas peço que deixe ele te cativar. E me desculpe, de novo, por não vim com uma tabela de quanto tempo isso demorará a acontecer, só espero que seja logo e depois disso, duradouro e intenso.

Eu vou estar lá e você também, eu vou falar algo que não lhe agradará e você não vai concordar, mas você vai continuar lá e nesse dia vamos estar só. Só você e eu contra o mundo.




Um comentário:

  1. Texto apaixonante, seu Jerlley. rs'

    "Caso tenha algo fora do lugar eu aperfeiçoarei ao seu olhar."

    Lindo. *-*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...