19 de ago de 2011

42


Porque você tem que ter fé, qual a razão da sua existência, porque o céu é azul e os duendes verdes, qual a causa que a religião reluta tanto contra a ciência, o que acontece depois que morremos, qual a melodia perfeita, que luz acende depois que todas as outras apagam, o amor verdadeiro cura todas as cicatrizes? 

As respostas não movem o mundo.

Não tenha medo de perguntas difíceis, mas tema as respostas fáceis. Questione, admita sua dúvida, tenha argumentos que te sustente. Nada nem ninguém têm todas as respostas (nem Ele), não se conforme com o pouco que se tem, você não é melhor nem pior que ninguém (mas ambição demais te deixa feio). É apenas você contra o mundo. A melhor forma de se decepcionar é criando grandes expectativas com pequenas pessoas. Não espere que o futuro mude o que você é ou quer, porque o futuro é consequência do presente.

Lembre-se que não se é o sapato que calça, o relógio que se pendura, o carro que dirige, a roupa que fantasia [...] é apenas você querendo chamar atenção.

42 é a resposta, mas qual é mesmo a pergunta? ou uma tarde nublada de risadas.



5 comentários:

  1. Me lembrou um pouco o livro "O guia do Mochileiro das Galáxias" - nem lembro se escreve assim. Isso de querer resposta para a pergunta difícil. A existÊncia. Vai ver que nem existe.E vai doer saber se sim ou não.
    Gostei do texto, da sua reflexão. Até.

    ResponderExcluir
  2. Valeu pelo conselho, caiu bem no momento.
    Ao contrario dos outros, esse não me deixou confusa.
    Você foi direto ao ponto. rs'

    Gostei moço ;*

    ResponderExcluir
  3. As respostas e nem as perguntas movem o mundo, bastaria então apenas viver?

    ResponderExcluir
  4. Estou cansada das perguntas... Existem tantas em mim... Queria o que nunca tive: o aconchego de uma certeza...

    ResponderExcluir
  5. Só não acho que a religião luta com a ciência. De resto, concordo. E gosto :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...