15 de mar de 2012

é nossa amizade



De longe eu avisto meio embaçado seja por causa da insistência em não usar óculos seja pelo seu sorriso que desfoca todo o resto, mas de longe eu consigo ver aquele rosto amigo, com aquelas maças que ficam maiores e rosadas quando ela sorrir.

Alguns anos atrás seria diferente o jeito que nos conhecemos ,mas hoje o diferente foi perfeito, foi aquilo que os dois queriam, foi à peça que faltava, foi inusitado e rápido, foi a conversa amistosa que faltava diariamente, foi a mão que afaga e/ou bate quando é preciso. Estou usando o verbo no tempo errado, sem duvidas o certo é que o Foi sempre seja É e continue sendo meu Presente Perfeito.

Das ligações nos dias quentes as mensagens nas noites frias, da distancia –nem tão grande- aos encontros e desencontros da vida, passando por carnavais alegres e natais conturbados, das conversas nas paradas de ônibus aos dias de cinema que lhe fariam perder aula, do dia que precise de um conselho ao dia que queira ficar sozinha, eu vou estar lá com uma grande mão amiga e um braço nem tão forte. Sempre no mesmo lugar, onde você sabe que ira me encontrar.

Se os amigos são a família que escolhemos ter, então você seria a prima que eu nunca tive. O pouco tempo de amizade não nos impede de convencer os outros de que ela é antiga de que é desde a infância, daquela infância que brincávamos na rua de jogar bola ou peteca e o final da tarde era a melhor parte do dia e que entrava pela noite até nossas mães nos chamarem pra irmos jantar.

Então quando eu olho pro lado, você tem se tornado minha melhor amiga e eu te ligo pra contar a boa nova ou só pra dizer que estou de bobeira em casa porque não teve aula. E o acaso não quis que morássemos perto, para o dia que não estivéssemos fazendo nada fossemos fazer nada um com o outro.

Os vários apelidos (ou derivação do meu nome) já são característica tua, quando alguém chega me chamando diferente pensando ser original, logo lembro que tu já havia me chamado assim muito tempo antes.

Dos passos largos seguidos por vários passos curtos, de mãos dadas, num sábado qualquer, para poder atravessar a rua com uma parada estratégica pra enxugar o suor das mãos na roupa e logo voltar às mãos entrelaçarem. Entrando em lojas erradas, se perdendo caçando endereços, escolhendo presente para amigo oculto, só pra minimizar o tempo que não nos víamos.

Os puxões de cabelo pra mostrar alguma coisa, as tapas que são dadas quando eu brinco com ela, os xingamentos carinhosos de alegria quando atende minhas ligações, os beijos que só são possíveis quando ela fica nas pontas dos pés, os abraços meio tortos, mas com uma verdade que fica evidente aos outros o tamanho da nossa amizade.

Essa é uma pequena amostra da amizade que eu tenho com uma garotinha de longos cabelos lisos e castanhos, das maças do rosto que dá vontade de dar uma mordida de leve, do sorriso largo e sincero (nem que o mesmo as vezes não pareça, mas a vontade estar sempre lá), o que a anatomia roubou de altura compensou no coração, porque ela é toda coração e acredita no amor e o que mais quer na vida é ser feliz e ter a felicidade ao seu lado. Todos os demais chamam ela de Nádia Caroline Dutra, mas pra mim ela é minha eterna baixinha. Nem que a vida pese nos nossos ombros e a distancia nos separe por algum tempo, sempre estaremos juntos: o alto e a baixinha; a bela e a fera; o nerd e a miss; a forrozeira e o alternativo...

A verdade é que sinto saudades, a verdade é que todos meus amigos sabem quem é Nádia, e a verdade é que eu te amo, porque você não é qualquer uma: você é minha escada para o sol.





2 comentários:

  1. Meu Deuuuuuuuuus, por mais que vc não acredite na existencia dele, eu creio que ele nos colocou um no caminho do outro pra dá certo.
    aiiin...pera, eu tô chorando.
    sério, eu tô chorando mesmo, lendo isso depois do almoço em casa, era lugar melhor e adequado.
    Por que é aqui que eu sinto vc mais perto de mim, ainda mais quando tô na calçada no telefone falando com vc,
    parece que vc ta do meu lado, pronto pra me dá
    um belo de um abraço!
    Amei o texto, obrigada de verdade pela amizade, paciencia, convivio, com carinho .
    Isso já virou Amor, mas não é um amor banal como dizem por aí...
    é um puro e verdadeiro AMOR de amigo ou de homem e mulher, tanto faz...
    importante é que eu O AMO ♥

    ResponderExcluir
  2. Uruhhhh,amei!
    Amizade linda e verdadeira [♥]
    *-*

    Darla

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...