29 de jan de 2011

Época de colégio. Part. II.


Os melhores anos da minha vida foram aqueles. Aqueles anos, aqueles 3 anos foram os que posso afirmar que fui feliz.

Eu me lembro do primeiro dia de aula. Já passei por várias escolas, mas sempre tinha alguém conhecido, naquela era diferente, não conhecia ninguém em absoluto. Com toda a timidez que é possível, perguntei para uma garota que já parecia veterana onde era a sala do 1° ano e, com um gesto com a mão ela apontou para uma porta do lado da escada. Quando estiquei meu braço pra abrir a porta uma mão surgiu na maçaneta como que por ilusão e á abriu para mim, foi o primeiro ato de gentileza no novo colégio. E então a porta se abre e, vejo aquela pequena multidão se cumprimentando e eu ali com meu caderno de 10 matérias na mão e canetas Bic no bolso direito da calça, caçando uma carteira vazia no meio da sala.

A primeira aula começa (com um atraso já antes anunciado) no colégio novo, aula de Biologia I, professora Janete, naquele momento não conseguia entender o porquê dos risos e risadas dos alunos daquelas piadas sem muita graça que a Janete fazia. Mas a porta se abre e todos se calam rapidamente e ouço ao fundo alguém falando que era o diretor/dono do colégio, e o discurso começa, falando sobre as regras e horários e dando boas-vindas aos novos alunos e, foi então que dei o primeiro riso de canto de boca no novo colégio.
E pela primeira vez no colégio novo falo com alguém, e foi para perguntar a hora e, também pela primeira vez (de muitas outras posteriores) que levo uma repreensão do diretor/dono da escola, mas isso são cenas para um próximo capitulo.

A campanhinha do intervalo toca e todos saem para lanchar e uma mão toca meu ombro e me fala com um tom de afirmação/exclamação, era uma garota de vestido longo, pele macia, cabelos lisos castanhos claros e olhos verdes: Você é aquele garoto que mora num prédio ao lado do Lima (uma padaria ao lado de casa)?!  E eu com um olhar inevitável de “eu te conheço? E porque não conheço?” respondi que era e, ela puxou uma cadeira vazia que havia ao lado da minha e começamos a conversar e os 20 minutos do intervalo passaram  tão rápido que pensei que só tinham se passados 5, e todos entram e a garota se levanta e volta a sua carteira, ela pega seus cadernos da Betty Boop e vem sentar na carteira antes vazia ao meu lado. Nessa hora percebi que ira gostar muito daquele novo colégio.

TO BE CONTINUED...




6 comentários:

  1. ADOREI NA CONTINUAÇAO DA HISTORIA ESTOU AQUI PRA LER DENOVO.... BJOS.

    ResponderExcluir
  2. ele não pode ver um rabo de saia...
    kkkkkkkkk
    ooh bixo saliente, dê dinheiro mais não dê confiança...


    texto ta legal doido ;)

    ResponderExcluir
  3. sem duvidas arrassoouu anciosa pro proximo episodio

    ResponderExcluir
  4. Aguardem. Tem muita estória pra contar.

    ResponderExcluir
  5. ótimoo, que venha o próximo episódio :D

    ResponderExcluir
  6. Isso ai é plagio de todo mundo odeia o chris heein... ¬¬
    Tem que contar coisas booas sobre mim ainda.. :D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...